PREPARAR O CAMINHO

(Enviarei a tua frente meu mensageiro; Ele preparará o teu caminho. Preparem o caminho para o Senhor, façam veredas retas para Ele. Marcos 1; 1-3). Estava lendo a Bíblia Sagrada, quando me deparei com a história de João Batista. Ele foi o homem escolhido por Deus para Preparar o caminho para a chegada de Jesus. Detive-me a esta frase: Preparar o caminho. Encontrar alguém com a rara sensibilidade e disposição para nos preparar o caminho, é um bálsamo, em um mundo onde impera a competitividade e o individualismo. Se permitir a seguir à frente diante dos percalços da vida é dispor o coração a vontade do Pai. A palavra de ordem nos manda: saiam e façam discípulos de todas as nações... Preparar o caminho significa pagar o preço da dívida de outrem... Preparar o caminho é abrir espaço, remover os obstáculos, retirar as pedras do caminho... Preparar o caminho é construir estradas, é encontrar atalhos, é reconhecer armadilhas e desfazê-las. Preparar o caminho é apontar a direção correta, é permitir algumas quedas, algumas lágrimas, algumas dores... Preparar o caminho é ensinar a levantar, é enxugar as lágrimas, é aliviar as dores. Preparar o caminho é ser palavra, é ser esperança, é ser gesto, é ser justo... Preparar o caminho é ser Graça, é ser repouso, é ser consciente... Preparar o caminho é ser fraterno, é ser amigo, é ser conciliador... Preparar o caminho é ser disciplinador, é ser mensageiro, é ser Bom Pastor... Preparar o caminho é ser Mestre, é ser cura, é ser semeador... Preparar o caminho é dar o primeiro passo, é permanecer de pé, é nunca desistir... Preparar o caminho é ter caráter, é ter disponibilidade, é ter Fé... Preparar o caminho é ser paz, é ser anjo, é ser Cristão... Preparar o caminho é se tornar a imagem e semelhança de Deus. Preparar o caminho é permitir que a ação de Deus seja manifestada em nós, por meio do seu Amor. Paz e Luz!!!

Continuar lendo

SOFRIMENTOS E PERSEVERANÇA

(Na terra havia um homem chamado Jô. Era um homem justo, temia a Deus, íntegro e evitava o mal. Tinha família, amigos, fortuna, saúde. Mas um dia o Senhor e Satanás se encontraram e conversaram. Assim disse o Senhor - Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém como ele, irreparável, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal. Será que Jó não tem razões para temer a Deus? Disse Satanás. Tu mesmo tem abençoado tudo o que ele faz. Mas estende a sua mão e fere tudo o que ele tem, e com certeza ele te amaldiçoará na Tua face. O Senhor disse a Satanás: Pois bem, tudo o que ele possui está em suas mãos, apenas não o mate. Jó 1; 8-12). Temos a convicção que quando optamos por andar nos caminhos do Senhor, nossa vida será um mar de rosas, que não haverá aflições, tormentas, desilusões. E nesta perspectiva de vitórias e derrotas não há lição maior do que a história de Jó. Um homem irreparável conforme o próprio Deus disse, foi submetido a um sofrimento tremendo perdendo fortuna, amigos, família e saúde, seu sofrimento só foi menor do que o de Jesus no Calvário. E ao analisarmos as duas histórias: a de Jó e a de Jesus, chegaremos a conclusão que o sofrimento tem o poder de nos transformar em seres melhores. É por isso que muitas vezes antes de recebermos as tão sonhadas bênçãos, Deus prova o nosso caráter, Deus prova o nosso coração. E é por isso também, que nem todos que dizem, Senhor, Senhor, chegarão ao Reino dos céus. Para seguir os caminhos do Senhor faz-se necessário primeiramente aceitá-lo em nossa vida e crer em sua misericórdia, além de arrependermos de nossas transgressões. O Senhor nos pede para tomarmos a nossa cruz e segui-lo, tomar esta iniciativa demanda renúncias, servidão e obediência. Os caminhos até que se desfrute do grande prêmio que é a presença de Cristo refletida em nós, requer coragem de atravessar terrenos pedregosos, cheios de buracos, solos desertos e inférteis. Aprender a ultrapassar os limites do intolerável faz parte do desafio daqueles que querem *as coisas do alto*. Permanecer fiel perante as esses desafios nos aproxima do amor de Cristo, enxergar nas mazelas humanas a oportunidade de encontrar o caminho da verdade e da vida, é poder repousar em pastagens verdejantes e desfrutar de águas tranqüilas. Confiar diante das tribulações, é Crer Naquele que nos fortalece a cada dia. Encontrar a paz nos momentos de aflição é conhecer o Amor de Deus para conosco. Arrepender dos nossos maus caminhos é encontrar a Salvação de Jesus em nossas vidas. Permitir que Deus nos carregue no colo nos momentos de fraqueza e exaustão é entender que Ele nos sustenta a cada passo que damos. Aceitar com resignação todo o infortúnio e agradecer ao Pai por todas as adversidades é ver a Glória de Deus ser manifestada em nossas vidas. Assim como Jó glorificou a Deus nas tribulações e teve tudo que perdeu restituído em dobro em sua vida, que nós possamos permitir que Deus lavre nossa terra plante as Suas sementes, Regue-as com Suas águas, e que no momento certo a gente brote, cresça, amadureça e reproduza de forma farta, gerando frutos fortes e sadios. Paz e Luz!!!

Continuar lendo

NÃO PERMITA QUE ALGUÉM SAIA DE SUA PRESENÇA SEM SENTIR MELHOR E MAIS FELIZ.

(Compreender uma pessoa implica aprender com ela e aprender com alguém, implica mudança pessoal). O que deixamos plantar em nós será plantação vista de longe. O que chama atenção é o que deixamos plantar em nós, ou seja, o plantio só ocorre quando permitimos. Quando nos permitimos a aprender com alguém, a princípio ficamos a mercê do agricultor, a expectativa é de que sejam sementes de boa qualidade. E se assim acontecer, iremos premiá-lo com a colheita de bons frutos. É provável que vez por outra possa surgir uma erva daninha no meio de tamanha safra de boa qualidade, mas como dizia a escritora Dinah Maria Mulock: “Ah, o consolo inexprimível de se sentir seguro ao lado de alguém, não tendo que pesar pensamentos nem medir palavras, e sim dizê-las todas, exatamente como são, palha e grão juntos, sabendo que uma mão fiel as tomará e filtrara, mantendo aquilo que vale a pena, e então com o sopro da gentileza, mandará o resto embora”. É necessário, vez por outra, que o agricultor invista um pouco mais de tempo no solo que somos, afinal, somos seres inacabados, precisando de mãos que nos moldem e nos preparem para aquilo que somos destinados a ser. Às vezes, também, o solo é dividido, metade terra boa, metade terra seca. Feliz aquele que ao invés de desprezar todo o terreno, opta por fica e trabalhar no lado que lhe é favorável (Trate as pessoas como se fossem o que deveriam ser e as ajudará a ser o que elas são capazes de ser. Goethe). Paz e Luz!!!

Continuar lendo